Mensagens

A mostrar mensagens de Abril 15, 2012

e não há nada melhor que um amor no Titanic

Imagem
quem me dera ter sido a Rose e ter um Jack para mim. já viram o amor todo deles? em apenas poucos dias, o sentimento era tão grande? eles não sabiam quase nada um do outro e mesmo assim eram almas gémeas, e ainda assim os dois escolheriam um ao outro independentemente de tudo. como ela disse, Jack salvou-a de todas as maneiras que uma pessoa pode ser salva. e isso é um amor verdadeiro. ela não estava à espera dele, e ele o mesmo. veio na altura certa, ou não. acho que se eles pudessem escolher voltar atrás, voltariam. e fariam a mesma coisa porque vale a pena. são poucos dias, poucas horas, mas compensa não? sentir amada, e amar... quem me dera ok? se é a melhor história de amor de todos os tempos? é, e eu daria muita coisa só para viver isso. eu e muitas mais raparigas com certeza.

my baby zayn ia ser um professor, e que professor..

nunca mais abro a boca

Imagem
Num impulso instintivo, Jay correu com a maior velocidade que conseguia e saltou para as águas frias onde estava a sua amada. Nem ligou à frieza que estava aquele mar, só olhar de Anita aquecia-lhe o mundo. Ele estava a pouco centímetros dela, e não queria tocá-la. E se fosse tudo fruto da sua imaginação? Que o seu amor o tenha feito um doido agora, e o que estiver a ver for uma ilusão? O coração fala mais alto, Jay não consegue impedir o ato de acariciar-lhe o rosto e de sorrir, sabendo que ela estava mesmo ali. Ao pé dele. Finalmente. Ele queria dizer-lhe tantas coisas, perguntar-lhe tantas coisas, mas nenhuma palavra parecia a certa. O seu infinito pensamento foi quebrado pela voz de Anita, que lhe parecia tão familiar e acolhedora. «Olá Jay», disse ela, com a maior inocência. «Porque me abandonas-te? Deixaste-me...porquê?», perguntou Jay, com a maior tristeza na sua voz e olhar. Anita largou-se das mãos de Jay que estavam na sua face e recuou um pouco, para o poder olhar melhor. …

fizeram o meu dia lindos :*

Imagem

Leva-me Contigo - V

Imagem
- Olha, há também chantili, queres? - perguntei
- Aham , olha como se liga o microondas?
- Ainda não aprendeste Martim Maria?

- Ahah parece que não - deu um riso desajeitado.
- Pronto, já está, agora clicas naquele botão, e depois isto e fechas ok? ok - sorri-lhe.
- Like a boss - sorriu.
 Preparámos os crepes, colocámos os morangos numa tigela e levámos o chantili para a sala.

- Vamos ver o quê amor? - perguntei.
- Não sei, queres ver dvd ou alugamos?
- Tanto faz, depende do que queremos.
- Esta bem, vamos ver os dvd's primeiro.

 Não havia nenhum dvd giro, logo alugámos um filme. Como não nos entendíamos quanto à escolha do filme, atirámos uma moeda ao ar e quem ganhou? Ele. Óbvio.

- Oh c'mon, estão a gozar comigo! - disse eu, com o meu mau perder.
- Ahah que é que queres? Sou o boss - disse ele todo convencido.
-  Aham, claro.

 Ele escolheu Johnny English e eu fiquei bastante surpreendida pela escolha sábia dele.

- Sim Senhora, finalmente um bom filme escolhido por ti - goze…

secret

Imagem
e de nada surgiu tudo. do pouco que me deste eu contentei-me e para mim chegava. da pouca preocupação que me deste eu ainda te escolheria. o porquê é estúpido porque tu, tu não eras nada. não passavas de um fantasma que andava à volta da minha cabeça. só estavas lá para me fazer lembrar do quão sozinha estava. acho que eu nunca soube o que é gostar de alguém, e iria descobrir isso contigo? com uma pessoa ruim, que és tu? hum, a mim não me parece; e vai demorar muito mesmo até eu não encontrar um defeito e recuar de alguém que possa vir a gostar, a sério. e felizmente, não foste tu esse alguém.