Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro 27, 2011

Delírios de Amor - XXXXVI

Imagem
Iara: Pedro! - disse eu muito surpreendida.
Pedro: Olá... Iara. - Sorriu, desajeitadamente.
Iara: Queres alguma coisa ou...? - Ele percebeu que não o queria por perto e começou imediatamente a falar.
Pedro: Vi que tu e o Fábio namoram.
Iara: Vi que tu e uma bitch qualquer namoram. - Levantei-me para ir-me embora dali.
Pedro: Espera - agarrando-me no braço e fazendo o seu olhar que antes, me deixava delirada. - ainda não te esqueci.
Iara: Ah tão bonito - soltando-me dele. - e então usas umas otárias da escola para isso? Lol Pedro, pensava que eras melhor que isso. Vá, xau.
Pedro: Epá Iara espera por favor !
Iara: Que é que queres?
Pedro: Falar, quero-te comigo outra vez!
Iara: Não reparaste que estou feliz sem ser contigo? Mete isso na cabeça Pedro, pensava que já o tinhas feito. Contigo foi lindo enquanto deu, passado, get over it. Raios.
Pedro: Sabes bem que pode continuar a ser lindo. - Aproximou-se mas eu afastei-o. - Não me afastes, sabes que me queres.
Iara: Ahah, Pedro, isto é ridículo. Até…

10 # Carta para alguém com quem não falas tanto quanto gostarias

miss you so fucking much. 
eras o meu tudo, o meu sempre garantido. promessas que iriam ser cumpridas, saudades que iriam ser mortas, palavras que tinham o maior significado de todas alguma vez ditas. lembras-te dos nossos nomes uma para outra? de como nos conhece-mos? à um ano princesa. as nossas discussões foram sempre feias e eu não conseguia estar zangada contigo! nunca vou conseguir... tiveste imenso significado na minha vida, marcaste-me muito. de uma maneira fizeste-me crescer, ver as coisas de maneira diferente. não te troco, tenho saudades de tudo, amo-te sempre, nunca te esqueci. maria cabaço, obrigada por tudo o que tivemos.

i'm a fucking bad person

Imagem
se calhar estou a cometer um erro a tentar esquecer-te e a não te falar como estou. sim, talvez esteja. mas e se não? e se não sentes mesmo nada nem nunca sentiste? e se "nós" é uma coisa que nunca irá existir? e se tu nunca pensaste em mim dessa maneira, ou melhor nunca pensaste em mim sequer? é tudo isto que me passa pela cabeça quando passo por ti e nem um olhar consigo dirigir-te com medo de que isto nunca mais me passe. eu não quero ficar nisto para sempre, mas eu passo a vida a ver-te de longe, admirando cada traço do teu rasto, cada olhar, cada gesto que fazes e tens. e isto resume-se à minha vida durante estes últimos dois meses. se bem que durante muito tempo eu ainda te tinha nos meus braços, mesmo como amigos, tinha-te. e agora? puf , desapareceste-te. por culpa mim, tua, nossa. não ando atrás de ti feita cadela, não sou assim e penso que nunca serei. tem prós e contras eu sei, mas por ti também não irei mudar certo? então, mas e se realmente pensas em mim? se rea…