4 # Carta para o teu irmão (ou parente mais próximo)

mano feio, és o meu pequenino e gosto de ti apesar de nunca o demonstrar! sabes bem que irei defender-te sempre, pois és meu irmão. não gosto quando me chateias, nem quando soltas bocas que não consigo ripostar, ainda menos quando dizes coisas aos pais quando não deves! mas o pior mesmo é que ressonas pior que um urso polar e uma pessoa não se aguenta! mas pronto. temos os nossos bons momentos, como cantar e gozar e falar sobre tudo ou nada. serás sempre o meu mano, mesmo que sejas o pior ♥

lonely nights.

estou demasiada agarrada a ti, demasiada. ando a mentalizar-me e acho que finalmente ando a conseguir que de ti nada mais que conhecidos vamos ser. independentemente do que faças eu sei que isso é só para te meteres comigo, para brincares. não ligo, não ligo a isso pois sei que nada te importa se te dou atenção ou não. e pelos vistos, só por este texto significa que ainda tens uma pequena parte de mim mesmo não sabendo e eu até te queria. queria-te para mim, coisa que era impossível pois amavas outra pessoa e eu ajudava-te com ela pois queria ver-te bem. não liguei ao que sentia porque eu própria não sabia tal coisa. e houve pessoas que até me dissessem que tinha algo por ti e quando soube fiquei completamente à toa, chocada diria por pensarem  tal coisa, para mim era uma barbaridade. 
hoje sou capaz de admitir que até senti algo, mas ainda é difícil. não sei, não tenho a certeza sobre isso e agora já não me importa mais. foste parte do passado, não queria que fosses do presente mas o que estiver de ser será. 

come back to me.

estás cada vez mais parvo, que se passa contigo? para onde foi o rapaz que eu tanto adorava estar, brincar, gozar? quero o teu antigo eu de volta, .

bright petals.