Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro 27, 2013

Underneath #2

Imagem
O fim de semana passara a voar. Troy acordara mais tarde que o costume. O relógio marcou as sete e meia e ele ainda estava a dormitar na cama. Como os seus pais já se tinham habituado a que ele madrugasse para ir surfar, não o chamaram para tomar o pequeno-almoço. Qual foi o espanto dele quando abriu os olhos por meros segundos e viu as horas.     O corte na sua perna já não doía tanto mas andar ainda era uma acção bem dolorosa para Troy. Com alguma dificuldade, vestiu uns calções de ganga, uma t-shirt de alças e um cardigan, calçou umas meias e os ténis. Lavou os dentes e a cara, pegou na mochila e enquanto caminhava para a cozinha, rezou para que alguém ainda estivesse em casa. Não queria nada andar de bicicleta para a escola com a perna naquele estado.  - O que estás ainda aqui a fazer? - perguntou o seu pai do outro lado da cozinha.  - Bom dia para ti também - resmungou. O seu pai continuava a pedir uma resposta - Bem, adormeci. Podes levar-me? Acho que não consigo andar de b…

Underneath #1

Imagem
O Troy começou a correr na esperança de conseguir ir a tempo da primeira ronda do campeonato de Surf de Crystal Waters. A adrenalina começou rapidamente a pulsar nas suas veias. A energia contagiante só o fazia correr mais depressa. Ele ia conseguir, finalmente, mostrar o surfista que é. Com tanto entusiasmo, Troy nem conseguiu ver com quem colidiu e caiu. Primeiro, preocupou-se com a sua prancha, e depois com a pessoa com quem chocou.  - Vê por onde andas - disse o rapaz. - O que...? - Troy encarou o rapaz. Os seus olhos não acreditavam no que viam. Porém, aquele tom de azul dos seus olhos não enganavam, ou aquele sorriso. - Ryan? Ryan Bennett? - Estava a perguntar-me quanto mais tempo irias demorar a perceber. Francamente, andas a ficar mais burro ou é só impressão minha? - Ryan sorriu a estender-lhe a mão.       Troy levantou-se e abraçou-o, ignorando por completo a mão dele.
- O que fazes aqui? Desapareceste da face da Terra. Já lá vão... - Seis anos, penso eu - completou el…