Delírios de Amor - XXXV

 Acordei na minha cama, e sem saber de como havia lá parado. Levantei-me, e fui até à sala, e no sofá a dormir que nem um bébé estava o Lourenço. Comecei a observá-lo e vi que ele era mesmo esquisito a dormir, ficava com uma cara um pouco esquisita o que me dava vontade de rir e soltei até uns risinhos. Fui à casa de banho e reparei que o Benny estava a dormir no cesto da roupa, ahahah. Depois fiz o habitual, lavei os dentes, pentear,enfim isso tudo. Voltei para a sala e o Lourenço já não estava lá. Onde se terá metido? Fui à procura dele e não o encontrei em lado nenhum, até que fui verificar a cozinha. Ele lá estava, a fazer ovos mexidos para comer ao pequeno-almoço.
Lourenço: Bom dia !
Iara: Bom dia Lourenço, que estás a fazer?
Lourenço: Ovos... Não gostas é?
Iara: Sim, sim. Gosto.
Lourenço: Então pronto, ajuda-me a acabar o pequeno-almoço!
Iara: Esta beeem.
  Depois de termos feito tudo, fomos comer aquele delicioso pequeno-almoço.
Lourenço: Então, ontem adormeceste enquanto falávamos. Sou assim tão secante? - Como é possível ele nunca falar com um ar sério? Meu Deus.
Iara: Não, de maneira nenhuma oh. É que já estava meio cansada, e depois olha. Adormeci. Ahah.
Lourenço: Tens a certeza? Aceito críticas e opiniões sabes.
Iara: Óbvio que tenho a certeza, xiu.
Lourenço: Pronto pronto! Ahah.
Iara: Olha, queres ficar cá... dar uma volta ?
Lourenço: Não é melhor ir andando? Quer dizer...
Iara: Oh, faz o que achares melhor. - Fiquei um pouco desanimada, mas pronto.
Lourenço: Se vais ficar assim tão tristinha eu fico vá ahahah.
Iara: Eu?! Triste?! Pfff, andas aí com uma fé.
Lourenço: Ahaha, calou. Nota-se.
Iara: Okay. 
  Acabámos por combinar ir à praia e aproveitar o sol que restava do Verão. Fomos para lá depois de tomar o pequeno-almoço, e arrumar a cozinha. Depois fomos directos para a praia, e ficámos lá durante a tarde toda. Já no final da tarde, quando o vento já estava a fazer tremeliques no corpo ele levou-me a casa e despediu-se de mim.
 Lembrei-me do Fábio e da cena de ele se mudar para o meu curso. Liguei-lhe.
Fábio: 'Tou?
Iara: Fábio? Olá, é a Iara.
Fábio: Olá Iara! Tudo bem ?
Iara: Sim sim, ah... Olha vais para que curso?
Fábio: Engenharia de qualquer coisa. Porquê? - Ufa, que alívio !
Iara: Ah, nada nada. Curiosidade !
Fábio: Esta bem então. Ah novidades?
Iara: Nada, tá tudo parado. Ahahah e tu?
Fábio: Ganhei uma viagem ao Brasil daqui a dois dias para duas ou três pessoas.
Iara: Jura?! Que sorte Fá !
Fábio: Juro-te, ahah.
Iara: E vais com quem? - Perguntei por perguntar, só.
Fábio: Ainda não sei, achas normal? Ahah, a dois dias da viagem e nem com quem vou. Os meus pais não querem ir, dizem que não têm tempo e não sei quê. Os meus amigos andam todos fora também, portanto não sei.
Iara: Então leva-me!
Fábio: Tás a falar a sério?
Iara: Claro! Quando é que vou ter outra chance de ir ao Brasil e ainda por cima com um amigo ? É uma hipótese em milhões.
Fábio: Então pronto, vamos !
Iara: Tenho de perguntar se os meus pais deixam não é, mas não deve haver problema .
Fábio: Ainda bem, então, vamos começar as fazer as malas. Mas olha, acho que lá nesta altura do ano está tipo outono.
Iara:  A sério?
Fábio: Ya, mas caga. Temos sítios para ir não é? Então pronto. Ahaha.
Iara: Ahaha, mesmo Fá ! Então vá, eu vou perguntar aos meus pais e vou fazer as malas. Depois liga-me ou cena assim. Beijinho.
Fábio: Esta bem, tchau gorda.
 Desliguei, e fui perguntar logo aos meus pais queridos se me deixavam ir de viagem. Liguei à minha mãe primeiro, e depois é que falei com o meu pai.
Carolina: Estou?
Iara: Mãe, sou eu. Olha, queria-te perguntar uma coisa.
Carolina: Vá, diz lá o que é desta vez.
Iara: Ah, um amigo meu ganhou uma viagem para o Brasil com as cenas pagas e isso tudo e estava a pensar se podia ir com ele... POR FAVOR MÃE! - gritei mesmo ao móvel 'por favor' ahahahaha, e acho que ela até se assustou.
Carolina: Iara filha, que grito foi esse? Meu Deus, acho que me estragaste o ouvido.
Iara: Ahaha, mas posso ir?
Carolina: Podes sim, mas com uma condição.
Iara: Diz!
Carolina: Levas o telemóvel sempre contigo e ligas-me ouviste? Vais para fora de Portugal e não sei quê e por isso quero estar informada.
Iara: Claro mãe, e olha... Para o pai é na boa ?
Carolina: Se não for passa a ser, eu é que sei, vá beijinho.
Iara: Ahah, claro mãe. Beijo!
 Depois disto, peguei nas malas e fui escolher as roupas para levar para a viagem.

bright petals.