Mensagens

A mostrar mensagens de Julho 3, 2011

tudo acaba por voltar, mais cedo ou mais tarde .

Delírios de Amor - XXIV

Imagem
Diogo: Estou ?
Iara: Sou eu ! Olá .
Diogo: Sis, então, ligas-me só para urgências, que se passa ?
Iara: Pedro e Fábio.
Diogo: Já vi o drama, nem precisas de explicar.
Iara: Ainda bem então, que faço ?
Diogo: Bem, acho que primeiro tens que saber o que cada um significa para ti, depois ver com qual dos dois eras capaz de viver sem, e se não conseguires ter a certeza de qual escolher, escolhe nenhum deles. Tens-me a mim que chega. Ahahah.
Iara: Só tu mesmo, ahah . Obrigado bro.
Diogo: De nada sis, aqui para tudo, sabes.
Iara: Vá, beijinhos fofos, boa noite feio.
Diogo: Kiss no ass, brinca, beijinhos .
  Não, não consegui dormir com isto. Fiquei a noite toda a pensar, a repensar, a tentar que algo me dissesse com que devia ficar ou se devesse mesmo ficar sozinha.
Comecei a pensar no Pedro,
em aspectos físicos, diria que era perfeito. Alto, bom corpo, olhos lindos, cabelo "wow". Ele era um quebra-corações, sabia conquistar uma rapariga, sabia fazê-la sentir-se desejada e amada. E eu que …

Delírios de Amor - XXIII

Imagem
Fui para o quarto dele, e o Fábio seguia-me.
 Não conseguia dormir, porque ele estava literalmente ao meu lado e pronto, foi meio esquisito.
Fábio: Consegues dormir ?
Iara: Não, e tu ?
Fábio: Também não.
Iara: Queres falar ?
Fábio: Vá,vamos a isso.
  Falámos de coisa de coisas super estúpidas, nem eu às vezes percebia o que ele dizia, ahah. Com isto acabámos por fazer directa e dormir só às sete da manhã.

Iara: Bem, acho que vou mesmo dormir agora.
Fábio: É, eu também. Ahah
  Acordei eram 16horas, e ele já estava levantado.
Iara: Já acordado ?
Fábio: Sim sim, vamos à praia.
Iara: Ai vamos ?
Fábio: Sim, está um dia lindo e no Verão vai-se à praia !
Iara: Eu não tenho bikini aqui .
Fábio: Tens sim, desculpa-me mas eu mexi na tua mala e peguei nas chaves da tua casa e tirei um bikini, não te importas?
Iara: Hum, na boa.  Então e já fizeste a mala ? Ahah .
Fábio: Sim, já. - E fez-me uma careta.
   Apressei-me a arranjar-me e fomos para o carro. Fomos para um praia ali perto, onde o mar era realmente b…

Delírios de Amor - XXII

Imagem
Durante a tarde eu o Fábio ficávamos cada vez mais inseparáveis. Conheci-o melhor, muito melhor mesmo. Finalmente passara uma tarde agradável.
Fábio: Ahah, nem sabes o que fazia quando era criança.  Iara: O quê ?  Fábio: Fazia birra durante a noite, gritava, berrava e só parava quando tivesse um chocolate para comer, os meus pais passavam-se tanto ahah !  Iara: A sério ? Ahahahah  Fábio: Juro-te, é por isso que agora sou tão irresistível !  Iara: Ui ui, nem imaginas o quanto ! Ahah.    Enquanto andávamos tropecei num pedra e caí, ele ajudou-me a levantar e por uns instantes, os nossos olhares cruzaram de uma maneira tão única e de uma maneira que nunca tive oportunidade de  sentir. Os seus olhos brilhavam e cheguei a perder-me neles, até que as nossas caras começaram a aproximar cada vez mais e quando os lábios quase se tocavam, eu afastei-me brutalmente dele. Com um ar totalmente desajeitado, levantei-me.  Ele levantou-se segundos depois, e eu continuei a andar sem esperar por ele porque s…

Delírios de Amor - XXI

Imagem
Os meses foram passando, e estava tudo na perfeição. Ajudei o João com o aniversário com a Vanessa, eu e o Pedro andávamos melhor que nunca, o meu irmão e a minha mãe estavam bem de saúde (toda a família aliás) e não havia mais nada que desejasse.
 Mas à uma semanas, tudo mudou, o mundo perfeito que vivera virou-se ao contrário. Eu e o Pedro começámos a discutir por coisas sem nexo, sem importância e cada vez mais isso era frequente.

Pedro: Iara, não entendes ?
Iara: Não há nada para entender, vê se enxergas !
Pedro: Isto é uma perda de tempo, não percebes que ele está a dar cabo de tudo ?
Iara: Não não está ! Ele é meu amigo Pedro ! Agora nem com eles posso estar sem a tua presença que pensas que te estou a trair ? O problema não sou eu, és tu !
Pedro: Óptimo, agora a culpa é minha .
Iara: Se vens com esse ar irónico falar comigo, podes começar a sair ! - E abri-lhe a porta . Não aguentava mais.
Pedro: É isso que queres ?
Iara: Óbvio que não, mas tu não me dás outra opção.
 E ele saiu furi…