Delírios de Amor - XXXXII

Fábio: Sabes, ainda não te esqueci.
 Fiquei calada, nem olhei para ele sequer. Não sabia com que cara lhe enfrentar, nem o que dizer.
Fábio: Pronto, já percebi tudo.
Iara: Percebeste o quê? - Queria saber o que ele andava a pensar.
Fábio: Que gostas daquele Lourenço e que eu, já passei à história. - Ele sentou-se na cama dele, e eu levantei-me e fui para o lado dele.
Iara: Acredita em mim, ele é meu melhor amigo. Um irmão para mim, e se tivesses passado à história achas mesmo que estaria aqui? - Quando ouvi o que disse, nem me reconheci. Apenas, sorri-lhe.
Fábio: Mas eu ainda te amo, e tu de certeza que não.
Iara: Sinceramente não sei. Temos que ver o que acontece, Fá.
Fábio: Tens razão.
Iara: Claro.
Fábio: Não tens falado com o Pedro?
Iara: Não porquê?
Fábio: Soube que ele já tinha namorada, pensava que já sabias.
Iara: Hum, fixe para ele. Nunca mais lhe falei nem espero isso da parte dele. - Não, não fiquei perturbada por saber disto. Aliás até fiquei feliz por saber que ele já me tinha ultrapassado como eu fiz.
Fábio: Estás bem?
Iara: Melhor que nunca! Tive uma ideia linda linda linda!
Fábio: Diz!
Iara: Eu, tu, fato de banho, piscina.
Fábio: Siga, ahah!
 Fui buscar o meu fato de banho, vesti-o muito rápido e fomos os dois dar mergulhos naquela linda piscina. Soube tão bem aquele calorzinho!

Fábio: Iara! Vou buscar água de coco, queres?
Iara: Claro! Espera que vou contigo.
 Fui com ele até ao bar que havia ao pé da piscina. Até agora estava adorar!
Empregado: O que vai ser?
Fábio: Duas águas de coco, por favor.
Empregado: Desculpe, só temos uma.
Iara: Não faz mal, dê-nos 2 palhinhas e a água! - O Fábio ficou a olhar para mim e eu nem reconheci aquele olhar.
Empregado: Então aqui têm. Resto de Bom Dia!
Iara: Obrigada, igualmente!
Fábio: Não sabia que querias que tivesse tão perto de ti - Disse ele com ar de gozo.
Iara: Ai que piadão, bebemos à vez parvo.
Fábio: Oh, estragaste o meu sonho! Que má Iara Maria!
Fábio: Fábio Miguelino, não me chames isso, que horror!
Fábio: Ahahahahahahah ! - Ele riu-se mesmo que alto que as pessoas ficaram a olhar para nós.
Iara: É melhor esconderes-te, Fábio.
Fábio: Queres dizer, tu Iara Maria.
Iara: Sabes o que vou fazer hoje? Afogar-te na piscina por me chamares isso.
 Ele olhou para mim e começou a correr porque percebeu que ia dar-lhe umas valentes chapadas ahah, deixei a água de coco ao pé da toalha que estava ao meu lado (era a minha) e fui atrás dele, a rir e a rir.

7 # Carta para o teu ex-namorado/amor

eu só pensei que desse certo, mas sinceramente acho que o meu amor não foi suficiente e sem saber eu estava a desistir de ti a pouco e pouco. até que agora vejo que mais nada sinto por ti, a não ser aquela amizade que sempre tivemos. a nossa cumplicidade. disso eu não abdico, disso eu não quero desistir, e disso eu vou querer sempre. és feio, isso já sabes. podes contar comigo, sempre. que estarei aqui. obrigada por me fazeres rir como ninguém faz, por me abraçares como ninguém abraça e por brincares comigo como ninguém brinca. para mim, tu és meu. e a partir de agora vai ser assim durante muito tempo. não duvides. gosto muito de ti, sempre gostei.

6 # Carta para um estranho

querida pessoa que está lendo isto, já pensou que nos podíamos casar? com todas as voltas que o mundo dá não me surpreenderia. não é preciso ser logo casamento, talvez uma amizade. talvez até sejas uma rapariga e eu aqui a pensar disparates. bem, não interessa. só quero que saibas se estiveres triste, tudo o que tiveres vai passar e se estiveres feliz tenta sê-lo o máximo que puderes. não percas tempo com idiotices, estupidez e coisas que não valem a pena. enfim, querido estranho sê feliz. ♥

bright petals.