pain

   será que preciso de encontrar alguém para perder esta angustia dentro de mim, ou será que tenho que esperar mais tempo para passar? eu já não aguento mais tempo assim, o meu coração cada dia mais vai-se partindo, corrompendo, rasgando-se,  e eu não aguento a dor que me fizeste e fazes sentir. já nem consigo lembrar e nem quero, os momentos óptimos que passámos. destruís-te tudo à volta, não restou mais nada de nós, dos nossos momentos, e tudo foi-se desaparecendo. o vento por mais fraco que fosse conseguiu levar tudo em questão de segundos.  desde da nossa ultima discussão, da ultima vez que te vi, tu tratas-me como lixo, como se tu não precisasses mais de mim, e como se não te fizesse falta. acho que não faço, depois de tudo dito.  tu não mereces nada, e desde que já não vejo aquele sorriso meigo, que me fazia suspirar e o teu olhar reluzente de cor esverdeada, com o cabelo molhado e despenteado pelo manhã que não te sinto. deixas-te de ser aquele por quem denominava de homem da minha vida. isso rapidamente deixou de existir, já nem confiança partilhávamos quanto mais amor. não te censuro pois também não fiz grande coisa para mudar e quando o fiz já tu tinhas desistido.  já não quero que voltes, mas continuo com uma dor incalculável no meu peito, e sempre que respiro é como se já não o precisasse pois sentia que para isto passar precisava de morrer. precisava de morrer porque tu já não me davas felicidade, porque ninguém me compreendia, porque ninguém me apoiava e porque estou colada a ti para sempre até encontrar outro alguém que me vá amar e tratar bem, mas só que agora não tenho a mínima pressa, para procurar alguém para amar. sinto-me fraca, e sem força para viver.  não quero ninguém, sinto-me destruída, despedaçada, quebrada, infeliz e uma inútil neste mundo. não sinto amor, felicidade, alegria ou qualquer sentimento bom por ninguém. e enquanto não o sentir, não levantar da cama e prosseguir em frente vai ser assim durante muito tempo.

   temos tudo para ser felizes, para quê exigir mais? 

mc

  foi das melhores coisas conhecer-te, passar a ser de tua conhecida a amiga. depois de várias conversas, vários 'amo-te', vários risos, vários sonhos trocados.  afastámos-nos uma vez, mas voltámos-nos a aproximar e naquela altura via o sempre entre nós claramente.  e pensava que este sempre era aquele que nunca iria acabar.  ficámos de 4melhores amigas a 2melhores amigas, mas e agora? o que somos? voltámos a cair no esquecimento uma da outra, apesar de estares sempre no meu coração , sinto que nos afastámos de uma enorme maneira. nem nos falávamos sequer, era como se a nossa amizade nunca tivesse existido e isso custou-me, porque de ambos os lados parecia estar cada vez pior isto.

sei que provavelmente isto é só uma fase, e vamos recuperar tudo o que tivemos e temos. vamos ter o nosso esperado, desejado, amado, e sonhado encontro. aquele beijinho e um enorme abraço.
  nem vamos começar a dizer o quanto te amo, pois não sairia daqui muito cedo.  és das pessoas que mais me fez sorrir, mais me fez feliz, me deu o significado de amor e de amizade, me deu alegria e ajudou-me sempre.  eu não te trocaria por ninguém do mundo, tu és única e é de ti que mais preciso todos os dias. fazes-me muita falta, e odeio ter tido perdido o contacto contigo. espero que tudo volte ao que era e melhor ainda, pois sem ti nem é o mesmo.  sinto a falta das nossas conversas, e dos sorrisos que fazia quando lia cada mensagem tua.
  a nossa chamada foi a melhor,ouvir a tua voz doce, e linda foi mesmo o melhor. temos que repetir, muitas mais vezes. só te tenho a agradecer por tudo, até mesmo todas as zangas que tivemos.  fortaleceu-nos. é o que eu acho.
  amo-te Maria Cabaço, minha vida ♥

bright petals.