Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto 28, 2011

brisa

Imagem
foi pouco o tempo e o sentimento que nos restou. não foi fácil, e mesmo sendo dos mais difíceis desafios propostos a nós e mesmo sabendo que iríamos conseguir enfrentá-lo, convicção não nos serviu de nada. tínhamos tudo para conseguir, estávamos confiantes, demasiados confiantes até. eu nunca pensei que não iríamos conseguir enfrentar este problema que nos bateu à porta. sabia perfeitamente do que era-mos capazes, do que juntos era-mos capazes. demos tudo o que tínhamos, não foi suficiente. e no final, de nós nada restou. bastou um único, um só problema atravessar no nosso caminho que nos derrubámos, caímos e feitos perdedores não quisemos levantar com medo de outra derrota igual ou pior que esta mesma. nem queria acreditar que nós cedemos a tão pouco. e esse tão pouco foi o suficiente para nos quebrar em mil e um pedaços, pedaços esses que foram levados por leves brisas de Primavera que num ápice se desfizeram de ambos. e depois disto, a minha alma paira no ar tentado encontrar outr…

can't promess tomorrow, but i promess tonight.

Imagem

Delírios de Amor - XXXVII

Imagem
Passámos o resto do dia juntos, como amigos só. E finalmente, não sentia mais nada do que amizade por ele, e  isso era bom. Porque não quero mais um que goste de mim de maneira diferente, quero um amigo com quem possa contar, e sei que agora com ele posso fazê-lo sempre que precisar e ele também poderá fazer o mesmo.
(já na porta de minha casa.)
Iara: Adorei a tarde!
Lourenço: É, eu também! - E sorriu. - Bem, acho que vou andando.
Iara: Esta bem. - Despedimos-nos com dois beijinhos e logo de seguida entrei em casa. Não o vi a ir-se embora.
 Assim que fechei a porta, enquanto me ia-me dirigir para o quarto oiço alguém bater à porta. Só podia ser o Lourenço, mas para quê? Só iria descobrir quando abrir a porta e assim o fiz.
Lourenço: Preciso de falar contigo.
Iara: Esta bem... ah, entra. -
 Ele entrou, um pouco hesitante. Não percebia o que se estava a passar.
Iara: Está tudo bem Lourenço? Senta. - Fiz sinal para ele se sentar no sofá.
Lourenço: Sim, acho eu.
Iara: Então?
Lourenço: Vou come…