baby


dizes que ele está distante, mas tu sim é que estás. até de mim. agora só te interessas por duas pessoas. está bem que uma delas é tua amiga, tipo uma irmã, mas a outra trata-te como cão. c'mon, quando te perguntam se preferes o teu melhor amigo a ele dizes que preferes os dois? que raio de resposta é essa? eu percebo que gostes deles e tal, mas por favor, um melhor amigo nem se compara a ele. mas enfim, quem sou eu para criticar as tuas escolhas? se calhar sou aquela pessoa que nunca te virou costas, que é como uma irmã, mais que uma amiga, que te aguentou uns fucking 4 anos sem questionar o quanto a nossa amizade valia, e agora? andas a mudar essas tuas prioridades todas sem teres consciência. talvez seja uma fase, tens momentos assim, mas fogo, é sempre assim. sou excluída, volto a ter a tua atenção e mesmo assim nem é como dantes e porque não pode voltar a ser? eu mudei, mas mudei contigo e tu comigo, logo não há diferença. portanto o que houve? andas a revoltar-te contra tudo? então aviso-te já que estás a ir na direção certa, mas eu vou continuar aqui para fazer-te lembrar de tudo aquilo que tivemos porque eu não estou disposta a esquecer assim tão cedo. sou egoísta e daí? sempre o soubeste, ou tiveste uma ideia, ou já te apercebeste. quando estou com alguém, esse alguém só pode estar a tomar atenção a mim. é verdade, e contigo a mesma coisa. até de vez em quando o fazes, eu conheço-te. domino-te na palma da minha mão, e tu, tu comigo também o podes fazer mas eu sou mais díficil, até para ti. posso estar a exagerar como estar a dizer a verdade, que é exactamente o que acho que estou a fazer. mas apenas lendo o teu olhar já sei que me queres afastada naquela momento como me queres perto no outro. bitch, i know you. mas és a minha bitch. minha. sou egoísta, quem se importa? ninguém, exacto. somos as duas assim, somos as duas compreensivas em momentos opostos, somos divertidas nos mesmos momentos, somos desprezíveis em qualquer momento, por brincadeira ou porque simplesmente somos. é assim que funcionamos. sempre será assim. vais-me ler como a palma da mão na altura certa, e eu vou ler-te em qualquer altura, certa ou errada. porque eu tomo atenção, dou demasiada. e é assim que me afeiçoo às pessoas, como me afeiçoei a ti. estás a ir por aquele caminho errado, mas eu sei que vais ir para o certo, vais sempre.  

Delírios de Amor - L

Fui mais cedo, quase 6 minutos adiantada.Quando lá cheguei, o coreto estava todo enfeitado com luzes douradas, cheio de flores, parecia um sonho! E lá estava ele à minha espera. Parecia um príncipe de tão bem arranjadinho que estava. Ele começou a descer as escadas do coreto, veio até mim e eu até ele.

Fábio: Feliz Natal - disse com o maior sorriso do mundo.
Iara: Feliz Natal meu príncipe - disse eu sentido-me uma princesa - Como preparaste isto tudo?
Fábio: Sabia que ias ficar em casa durante a tarde, portanto consegui fazer isto sem dares conta. E como é óbvio, dar-te o meu presente e passar a meia-noite contigo, aqui.
Iara: Que lindo amor, está tudo perfeito! A sério que está - beijei-o.

Ele agarrou-me na mão, e levou-me até ao coreto, e lá havia um banco de jardim decorado com luzes e fitas. Eu nem queria acreditar que ele fez isto para mim, parecia um sonho, um sonho tornado realidade. Sentámos-nos e ele verificou as horas. Eram onze e cinquenta e oito.

Fábio: Sabes que te amo imenso, sempre amei, desde que te conheci. Sabes que faria tudo por ti, e portanto quero certificar-me que não te esqueces. Quero ficar contigo sempre, e não digo da boca para fora. E por isso, vou dar-te isto... - e abriu uma caixinha preta de veludo que continha um anel prateado com o dia em que começámos a namorar e "i will love you forever" gravado nele. Comecei a chorar que nem um bebé.
Iara: Oh Fábio... é lindo! - ele sorriu e colocou o anel no meu dedo. Sorri-lhe e dei-lhe um beijo. E nesse instante o relógio deu as doze badaladas da meia-noite. A melhor meia-noite da minha vida.
Fábio: Amo-te muito Iara Maria.
Iara: Eu mais, muito mais! - demos um beijo de entrega, de felicidade e amor.

E este foi o momento mais lindo do meu Natal, de todos os meus natais.

Faltavam poucas horas para a passagem de ano, umas cinco. Nem parecia que íamos virar o ano hoje. Mas pronto. Combinei com o Fábio, o Lourenço, a Mia, o Afonso e a Vanessa para irmos passar na praia e nessa zona ia haver uma festa com bar aberto e um bom DJ. Portanto, ia ser uma grande noite!
O Lourenço e a Mia por alguma razão ainda não namoravam, estava chapado na cara dos dois que gostavam um do outro, e já me fartei de ralhar com ele sobre isso hoje.

(por sms)
Lourenço: Que chata Iara, eu faço o que me apetecer.
Iara: Se fizesses, já estarias com ela à muito tempo!
Lourenço: Não sejas assim, é complicado.
Iara: Ai é? Pensava que ela te fazia sentir bem.
Lourenço: E faz, a sério que faz...
Iara: Então?
Lourenço: Não sei, parece que ainda não chegou "aquele" momento, percebes?
Iara: Hum, estou a ver... estou a ver que são só desculpas! Então Lourenço, consegues fazer bem melhor que isso.
Lourenço: Ok.
Iara: Isso amua, vamos para a praia às dez e meia, beijinhos.

Vanessa: Iara, levo que sapatos?
Iara: Oh V, leva aqueles novos que a tua mãe deu.
Vanessa: Oh não sei...
Iara: Se te fartares ficas descalça, ahahah.
Vanessa: Ahahah, claro que fico, nem tenho mais nada para fazer
Iara: Cala-te, leva-os e pronto.
Vanessa:

Eram dez e meia, e lá estávamos nós a curtir a festa, a namorar e a dançar sem parar. Até que o meu momento preferido da noite chegou, os cinco minutos antes da viragem do ano. E estava eu com o meu lindo, sentados na areia com a lua à nossa frente.

Iara: Sabes este anel? Este anel é a segunda coisa mais preciosa da minha vida.
Fábio: Qual é a primeira?
Iara: Como se não soubesses a resposta - olhando para aquele azul que eram os seus olhos.
Fábio: Mal posso esperar por este novo ano contigo.
Iara: À uns meses atrás, mal sabíamos nós que íamos estar assim.
Fábio: Não me arrependo de nada.
Iara: Nem eu.
Fábio: Quer dizer, apenas de uma coisa... - virei-me e olhei para ele séria - Tu é que és a rapariga que mais amei até agora, só tu.
Iara: Promete-me que nunca me vais esquecer, e que mesmo se eu fizer porcaria e estragar tudo, tu vais sempre lembrar-te de mim
Fábio: Nunca te vou esquecer, tu sabes disso melhor que ninguém.
Iara: Promete
Fábio: Prometo.
Iara: Só te falta uma coisinha.
Fábio: Batom?
Iara: Ahah não, isto - dei-lhe uma bolsinha pequenina com um anel idêntico ao meu, com a data do início do namoro mas com outra frase, "i will always love you too, you're the one". Beijámos-nos, e aí se deu a minha segunda melhor meia-noite de sempre. Estava tudo perfeito, eu com ele, o meu melhor amigo feliz, a minha melhor amiga feliz, a minha família feliz, eu estava feliz.

Eu já nem queria saber de mais ninguém, só quero que tudo fique como está. Que o Fábio me desafie todos os dias a fazê-lo feliz, que ele me conquiste ainda mais. Só quero que a Vanessa seja a minha irmã, que o Lourenço continue o mesmo idiota de sempre, mas um amigo presente que é. Que a minha família esteja bem, e é só isso que peço para este novo ano. Felicidade, muito amor, e paz.

bright petals.