if you walk away, it will rain.

agora que te vejo todos os dias, mentalizei-me que já não és nada. deixaste-te afastar e só demorou 2 segundos. eras tanto, e eu sei que vivia iludida porque quase que não me ligavas e soube isso exactamente um dias antes do final do meu perfeito verão. nem cheguei a pensar nisso, esqueci por completo o facto de me ignorares e gozares. eu sei que és assim, mas não gostei de fazeres isso com pessoas que não tenho plena confiança ou simplesmente afinidade. mas isso passou-me, passou-me e não me lembrei mais. tinhas hoje que voltar a entrar na minha cabeça, na minha vida que eu pensava que nela já nunca mais pertencerias. enganada, lá fui pensando. estás diferente, mas ao mesmo tempo igual. continuas o mesmo anormal que eu conheci, e vim a aproximar por coisas que nunca pensei acontecerem. e pronto, no passado não remexerei mais. não há porquê remexer. foram poucas as palavras que disseste, mas mesmo assim fez lembrar as nossas segundas-feiras em que os nossos intervalos eram passados juntos, sempre no gozo um com o outro. soube bem, e tenho consciência que essas mesmas não irão voltar. e se voltarem tenho que ter os pés assentes no chão e saber que de ti não posso esperar muito. não te conheço como deve ser, apesar de te conhecer já a algum tempo. não quero que no final acabe desiludida por algo que eu nem devia estar. não quero, e não posso. e enquanto isso, tento descodificar essa, que és tu, uma caixinha de surpresas.

Delírios de Amor - XXXX

Lourenço: Não vivia!
Iara: Óbvio.
Lourenço: Sim, claro.
Iara: Ahaha, cala-te e conduz vá!
Lourenço: É o que estou a fazer!
 Olhei para as horas, e vi que estava quase na hora! O Fábio ligou-me de seguida.
Iara: Estou?
Lourenço: Quem é?
Iara:(disse baixo) O Fábio. - Ele ignorou.
Fábio: Onde estás?
Iara: Estou a ir Fábio! Não me demoro, até já! - E desliguei.- Lourenço, temos que ir mais depressa!
Lourenço: Calma, tamos mesmo a chegar!
 Não lhe respondi com o stress que me começava a entrar em mim. Como ele disse, chegámos passados uns momentos, e fui a correr tirar as malas com a ajuda do Lourenço.
Iara: Por onde é? Ajuda-me Lourenço!
Lourenço: Iara por favor acalma-te, stressada pá.
Iara: Desculpa, ai!
Lourenço: Acho que é por ali!
 Fomos por onde ele indicou e mais à frente tratámos de tudo e encontrei o Fábio.
Fábio: Olá Iara! - Cumprimentei-o com dois beijinhos e ele ficou a olhar para o Lourenço com um ar esquisito. Achei melhor apresentá-los.
Iara: Fábio este é o Lourenço, Lourenço é o Fábio.
 Cumprimentaram-se.
Fábio: É altura de irmos.
Iara: Esta bem, deixa-me despedir do Lourenço.
Fábio: Esta bem.
Lourenço: Ele ficou com um ar ahah. Devia ter pensado que tínhamos alguma coisa.
Iara: Deixa. Agora isso não importa né?
Lourenço: Anda cá!
 Eu abracei-o e sinceramente não o queria largar. Soube mesmo bem, e percebi que já tinhas saudades dele mesmo estando ali abraçada a ele!
Lourenço: Telefona-me todos os dias ouviste? - Ainda abraçados.
Iara: Ligo pois!
Lourenço: Mesmo que seja de madrugada cá, telefona ahah!
Iara: Ahaha, esta bem gordo.
Lourenço: Amo-te.
 Agarrei-me ainda mais firme a ele, e até parecia que nunca mais iria vê-lo na vida mas pronto, ele é ele. E eu iria sentir imensas saudades dele, principalmente se ando "colada nele" durante dias!
Iara: Amo-te seu anormal mais lindo!
 Ouvimos uma senhora a avisar para entrarmos no avião e tive que ir. Dei-lhe um beijinho na cara, ele deu-me um beijo na testa, abracei-o de novo e fui para o avião.
(Já dentro do avião)
Fábio: Andas com novidades para mim não é?
Iara: Tenho? Fala-me disso.
Fábio: O rapaz com quem vinhas, ainda tenho olhos na cara Iara.
Iara: Oh, ele é só um amigo, um amigo importante.
Fábio: Importante ou colorido?
Iara: Fábio...
Fábio: Ok, já sei.
 Começámos a colocar a conversa em dia, até que me veio a fome e não me serviam comida! Fiquei mesmo mal que decidi dormir e só acordar quando tiver um banquete à minha frente.

bright petals.