Delírios de Amor - XXXXVI


Iara: Pedro! - disse eu muito surpreendida.
Pedro: Olá... Iara. - Sorriu, desajeitadamente.
Iara: Queres alguma coisa ou...? - Ele percebeu que não o queria por perto e começou imediatamente a falar.
Pedro: Vi que tu e o Fábio namoram.
Iara: Vi que tu e uma bitch qualquer namoram. - Levantei-me para ir-me embora dali.
Pedro: Espera - agarrando-me no braço e fazendo o seu olhar que antes, me deixava delirada. - ainda não te esqueci.
Iara: Ah tão bonito - soltando-me dele. - e então usas umas otárias da escola para isso? Lol Pedro, pensava que eras melhor que isso. Vá, xau.
Pedro: Epá Iara espera por favor !
Iara: Que é que queres?
Pedro: Falar, quero-te comigo outra vez!
Iara: Não reparaste que estou feliz sem ser contigo? Mete isso na cabeça Pedro, pensava que já o tinhas feito. Contigo foi lindo enquanto deu, passado, get over it. Raios.
Pedro: Sabes bem que pode continuar a ser lindo. - Aproximou-se mas eu afastei-o. - Não me afastes, sabes que me queres.
Iara: Ahah, Pedro, isto é ridículo. Até para ti. Vai dar uma curvinha com a tua bitch linda que eu tenho a minha vida. Beijinho.

 Ele ainda tentou vir atrás de mim mas amigas minhas apareceram e ele desistiu de vir falar comigo. Pelo menos pessoalmente. Recebi um sms dele a dizer "não penses que vou desistir facilmente Iara.". Ignorei e pronto.
 Fui para a aula e o Fábio vindo do nada falou comigo.

Fábio: Vi o que se passou lá fora com aquele rapaz alto com quem estavas... Ele magoou-te?
Iara: Han? - Fiquei parva a olhar para o rapaz.
Fábio: No braço... quando te agarrou?
Iara: Não, obrigada. - Fiquei sem reação.
Fábio: Pois, ainda bem então. Ah, eu sou o Fábio. - Sorriu, mas tímido ainda.
Iara: Eu sei.
Fábio: Sabes? Ah sim, a apresentação. Ahah. - Sorrimos um para outro.
Comecei a arrumar as coisas na mala, e ele estava meio desajeitado.
Iara: Precisas de alguma coisa? - Olhando fixamente para ele.
Fábio: Não não, ah acho que vou indo... Adeus...
 E saiu da sala meio agitado. Estranho o rapaz.

Mandei um sms ao Fábio para vir ter comigo antes de ir almoçar com a V.

Fábio: Olá princesa!
Iara: Olá amor! - dando-lhe um beijo. - Tenho pouco tempo, vou almoçar com a V hoje.
Fábio: E eu passo a tarde sozinho? Que namorada sim senhora Iara Maria.
Iara: Ahah cala-te, talvez ainda vá ter contigo no final da tarde ou à hora de jantar. Eu aviso-te.
Fábio: Esta bem princesa. - Recebi a sms da V e ele soube logo que tinha que ir. - Pronto, vai lá almoçar.
Iara: Num fica triste mor. - Acariciando a cara dele.
Fábio: Vai duma vez, para que o meu sofrimento não se prolongue tanto! Vai. Vai! - gozando, disse.
Iara: Oh my god Fá. Xau, beijinhos!
Fábio: Ahah, vem cá! Nem te despedes como deve ser.
Iara: Puf. - arrastou-me até ele pela cintura e deu-me um beijo deveras delirante. - Amo-te idiota.
Fábio: Eu também, princesa.

 Assim que a vi explodi-lhe a cena do Pedro e do Fábio, o da turma.

Iara: Oh my god V, nem sabes das últimas.
Vanessa: Nem tu darling. Tu primeiro.
Iara: A primeira, é que o idiota do Pedro veio atrás de mim quando saíste do pátio. E a outra é que um Fábio da minha turma é estranhamente estranho, se bem que isso não é assim uma coisa muito importante. E tu?
Vanessa: Que otário esse também. Fábio? Hum, tens de me falar disso. Então é assim o João, quer dizer, um anónimo ligou-me e atendi como faço sempre. Percebi que era o João e ele disse-me "Não vou parar de ir atrás de ti, prepara-te Vanessa." Eu fiquei maluca a ouvir aquilo do tipo "Ele está doido".
Iara: Estás a falar a sério Vanessa?
Vanessa: Sim, claro! Só o trabalho de inventar uma idiotice destas Iara.
Iara: Que doido que ele está! É esse e o Pedro, andam na vadiagem.
Vanessa: Nem mais, que doidos.
Iara: Achas que devíamos contar a eles?
Vanessa: Acho que sim, eles ainda ficam perigosos não achas?
Iara: Pois, deves ter razão. Mas quer dizer, eles não são capazes de algo tão parvo não é?
Vanessa: Não sei, infelizmente. Estão muito mudados esses dois.
Iara: Concordo best, que horror. Bah. Olha vamos andando que tenho fome!
Vanessa: Mudas de assunto tão depressa, ahah! Vamos.

 Fomos ao sítio do costume, McDonald's. Almoçámos e o resto da tarde fomos ao shopping na esperança de encontrar roupas em saldos. Pois da outra vez gastámos imenso e o dinheiro não cai do céu.
 No final do dia tinha eu três sacos e ela uns cinco. Fomos para minha casa e ela depois foi ter com o Afonso e eu mandei sms ao Fábio a perguntar-lhe sobre hoje à noite.

Fábio: "Aparece por cá quando quiseres"
Iara: "Então vou agora que não estou a fazer nada em casa. Beijinhos"

 Estava a sair de casa e encontro-me com quem? Fábio, o esquisito da turma.

Fábio: Vives aqui?
Iara: Não se nota?
Fábio: Pronto, ok. Não é preciso responderes assim.
Iara: Respondi normal.

 Entrei no carro e ignorei o rapaz. Mas para estranho, veste-se bem até. Sorry, mas não tenho paciência para descrever rapazes estranhos que são meus vizinhos e colegas de turma.
Cheguei rápido à casa do Fábio, que continuava linda e arrumada por meu espanto.

Iara: Onde é que escondes a empregada da limpeza?
Fábio: Que piada, hoje por acaso fui eu que limpei tudo. Já que certas namoradas deixam-me pendurado a tarde toda.
Iara: Namoradas?! Andes a trair-me, imbecil?
Fábio: Não sejas parva Iara Maria.
Iara: Pronto, lá tinhas tu que me chamar isso. - Ele agarra-me pela cintura como sempre e puxa-me para ele. - Que vai ser o jantar?
Fábio: Não sei, desde que não fique queimado. Ahah.
Iara: Ahah é mesmo, já nem me lembrava. Vá, vamos lá sujar a tua cozinha.

 Peguei-lhe na mão e puxei-o para a cozinha já que ele fazia-se de difícil.

Iara: Vou fazer panquecas.
Fábio: Mas não faças muitas que panquecas não é a minha cena.
Iara: Esta bem.
Já tinha 10 panquecas feitas e ele diz-me que lhe apetece bife e começa a fazer.
Iara: Estás a gozar certo? Bife? Isso não fica bem com panquecas Fábio!
Fábio: Caga, come-se tudo!
Iara: Oh my god Fábio!
Depois ter feito panquecas, o Fábio abre o frigorífico e daí sai o cheiro a bacon, queijo, fiambre, tomate(...) e dai surgiu a minha ideia de fazer uma enormeeee omelete! E assim o fiz. No final de tudo tínhamos 13 panquecas, um bife enorme, uma omelete e nenhuma disposição para comer aquilo. Durante a noite ainda fomos comendo a omelete e as panquecas. O bife guardámos até ele vir que vai começar a cheirar mal e deitar fora.

Iara: Tenho de te contar uma coisa Fábio...
Fábio: Que se passa Iara? - ele ficara sério.
Iara: Hoje, a seguir à primeira aula fui ter com a V no pátio. Depois ela foi-se embora e eu fiquei ainda no banco a arrumar umas coisas na mala e o Pedro veio falar comigo...
Fábio: O Pedro o quê?! Que é que ele quer contigo desta vez? Se ele se mete contigo de novo eu juro que...
Iara: Calma Fábio! Ele não vai fazer nada.
Fábio: Que é que ele te disse?
Iara: Disse-me que ainda me amava, que só andava com aquelas bestas nojentas porque queria esquecer-me usando-as, blah blah blah. E depois mandou-me esta mensagem. - Fui buscar o móvel e mostrei-lhe a sms.
Fábio: Ele que se atreva a meter-se contigo outra vez.
Iara: Calma amor, eu não lhe dou trela nenhuma. - beijei-o para ver se ele se acalmava.
Fábio: Ainda bem princesa! Player esse também.
Iara: Já chega vá, não penses mais nisso.

  Fomos namorar para o sofá e o resto já têm uma ideia do que aconteceu.

1 comentário:

  1. Será que o Pedro não fará mesmo nada? Espero pelo próximo capítulo!!
    Sigo!

    Beijinhos, Emilie.

    ResponderEliminar

expressa-te:

bright petals.