eu iria beijar-te como nunca beijei ninguém, abraçar-te como nunca abracei ninguém, gostar de ti como nunca gostei de ninguém e talvez até, amar-te. mas não foi isso que, sei lá, o destino quis. 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Underneath: Short Story #2

gold #1

The Memories #3