he could be the one


há um ano atrás eu só pensava em nós dois e no que iria surgir se tudo corresse bem. afinal era de ti que gostava. eu sabia que eu iria cometer o erro de descobrir defeitos no que nós tínhamos, por mais feliz eu estivesse, eu própria iria estragar isso. daquela vez, cada vez mais pessoas se metiam e não estava a conseguir aguentar a pressão de ter que fazer alguma coisa só por alguém me mandava. eu queria que tudo acontecesse porque era para acontecer. não queria dar-te um beijo só porque as pessoas me diziam que era assim que funcionava as coisas, eu queria fazê-lo porque era a ti que queria para mim e queria mostrar-te o quanto gostava de ti. mas houve coisas, pessoas que eu confiava e que me fizeram mudar tudo. e eu ignorei-os, ignorei-te e esqueci todo aquele sentimento. superei e eu lá encontrei no meio desse ano, outro alguém, que pelos vistos não era quem pensava que fosse. e tu no meio disso tudo, estavas lá ainda, como amigo. mas estavas. não te tinha como antes, a nossa amizade como antes, mas pronto, tinha-te. agora, passado um ano de quanto tudo aconteceu, vejo que a tua amizade vale a pena. eu até te gosto um pouco. e está chapado na tua cara que tu também. agora que fez um ano, continuas igual mas diferente. sei como irás agir, como és por dentro, mas mesmo assim tens algo diferente. comigo estás diferente, para melhor mesmo.  e ainda bem. prefiro-te assim. 

Comentários