saudade

quero-te sentir nos meus abraços assim que te vir, mesmo sabendo que não ser assim. sinto saudades de tudo, mesmo tudo. até quando gozavas comigo, rias-te e olhavas para mim sem parar deixando-me sem jeito algum. ontem lembrei-me duma coisa mesmo parva que fizemos os dois, um dia enquanto estávamos a dar uma volta marcamos um lugar com pegadas ou riscos, e depois no dia seguinte ainda estavam lá. ficámos o dia todo em volta daquilo, só mesmo para saberem que não se podia sentar ali. nesse momento eu não queria ter com mais ninguém. queria ficar ali, a gozar com tudo, a falar de toda a gente contigo, a rir até demais. tu és tão diferente de todos os outros, tu sabes mesmo conquistar, sabes fazer com que uma rapariga se renda a ti e isso irrita-me. saber que me rendi assim a ti tão facilmente. és um estúpido, parvo, egoísta, interesseiro, mas se não fosses isso tudo eu nem olhava para ti, porque depois desses defeitos vêm as tuas qualidades. e sem essas eu já não vivo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

expressa-te:

bright petals.