maybe we should marry

lindo, estou a cair de novo em ti. simples palavras ajudam para o meu sentimento crescer e criar dimensões que eu não quero que criem. mas tu ajudas, continuas e fazes com que caia mais depressa ainda. se é isso que queres, força nisso! mas não me faças arrepender disto. 
podes nem vir a ser mais nada, mas para mim o que já és chega-me e já me dou por satisfeita. usa-me, mas não me deites fora de qualquer forma. se é que há maneira "agradável" de se "deitar fora". enfim, quero-te para mim mas tenho a clara visão de que isso é impossível porque tenho a mais das certezas, ou não, que não me queres de igual forma. simplesmente porque não queres. é tão confuso, tu és tão confuso. demasiado imprevisível para conseguir ler-te num olhar, num sorriso ou num gesto. és difícil, mas o desafio  agrada-me e assusta-me. por favor não vás, pelo menos por agora.  

Comentários