Delírios de Amor - XXXI

Iara: Benny.
 Dei por mim com o nome do gatinho descoberto.  
Iara: Bem, parece que já tens um nome para ti Benny. 
 Ele ficou a acariciar-se na minha cara e acho que isso foi uma maneira de demonstrar que adorou ou pelo menos gostou do seu novo nome. 
Vanessa: Bom diaaa ! 
Iara: Bom dia ! 
Vanessa: Estás boa ? 
Iara: Sim e tu ? Olha olha, já descobri o nome do pequenino ! ihih. 
Vanessa: Tambéem. Então ? 
Iara: Benny ! 
Vanessa: Fica-lhe lindamente mesmo ! Melhor que os meus nomes de cães e coelhos é de certeza ahah ! 
Iara: Mesmo ! 
Vanessa: Ahaha.
Iara: Já comeste ? 
Vanessa: Não, acordei à 15 minutos. Por isso , bora lá comer ! 
Iara: Acho que não tenho nada de jeito. Queres ir ao café ? 
Vanessa: Sim, vamos. Tenho é que vestir qualquer coisa de jeito ! 
Iara: Eu preciso de roupas de jeito, de compraaaaaas ! 
Vanessa: Mesmo, queres ir hoje ? É saldos ma friend ahaha . 
Iara: Boraaa lá ! 
  Vestimos-nos e fomos a caminho do café que ficava um pouco mais à frente da minha casa. Sentámos-nos e comecei a puxar assunto sobre ela, sobre o estado da vida dela porque só ainda tínhamos falado da minha vida e de coisas que íamos fazer. Mas nada de novidades dela nem nada. E queria saber se ela e o João estavam bem, enfim isso tudo.
Iara: Então princesa, tu e o João estão bem ?
Vanessa: Já não existe eu e o João.
Iara: Hãn ? Como assim ?
Vanessa: Acabámos.
Iara: Porquê ?
Vanessa: Ele traiu-me com uma qualquer.
Iara: Como isso é possível ? O João ? Não acredito !
Vanessa: É bem verdade, eu própria vi. Estavam os dois muito bem no quarto dele e eu apareci - Ela começou a chorar... - eu apareci e... e... - não conseguiu falar mais nada e afogou-se em lágrimas. Levantei-me e fui ajudá-la. Acalmá-la.
Iara: Nem sei que dizer V', nunca pensei que ele te fizesse isto, nunca mesmo. Estou aqui para tudo o que precisares. - Abracei-a, e ela limpou as lágrimas.
Vanessa: Eu sei princesa, e obrigada !
Iara: Não agradeças amor, a sério ! Vá, agora anima-te que temos um tarde no shopping que te vai animar logo !
Vanessa: Ah pois vai, aquele cretino não vale mais a pena e não vou chorar mais por ele !
Iara: Isso mesmo ! E eu vou estar aqui para tudo, amo-te !
Vanessa: Amo-te !
 Chegou o empregado e fizemos os nossos pedidos. Tomámos o pequeno-almoço, e fomos para casa ver dos gatinhos e depois seguimos para o shopping. Lá almoçámos, e partimos para as lojas ! Era cada coisa mais linda que a outra, e tudo em saldos ! Dá para acreditar ? Em uma hora, tinha cinco sacos já. A Vanessa oito, ahah. Tínhamos a tarde toda naquilo, e juro que se pudesse passava a minha vida lá ! O Paraíso mesmo.  Passado 3 horas de puro gasto, decidimos ir lanchar para depois irmos ver se ainda dava para irmos à praia. (Eram 17h) Comemos, e fomos para casa deixar os sacos que eram imensos mesmo ! E vestimos os bikinis novos que tínhamos comprado.
 Estávamos a ir a pé para a praia, pois não ficava muito longe. Íamos a ouvir música do meu telemóvel, e no meio do caminho a Vanessa parou. Não percebi a reacção dela.
Iara: Que se passa ?
Vanessa: O João ! Ele está ali !
Iara: Aonde ? - E olhei para a frente e viu-o sentado num muro.
Vanessa: Não para ali, não quero cruzar-me com ele.
Iara: Oh Vanessa, não podes dar uma de fraca !
Vanessa: Eu sei, mas é difícil !
Iara: Vais conseguir, estou aqui. Vá , agora vamos.
 Avançámos, e sem olhar para ele continuámos o nosso caminho.
João: Vanessa ?
 A Vanessa continuou a andar, o que me fez ficar orgulhosa por não lhe ceder. Mas o João persistiu e foi atrás de nós.
João: Vanessa, espera ! Por favor !
 Ele não parava, até que ele não parava de chatear e ela teve que ter alguma reacção.
Vanessa: Que é que queres ?! Queres contar-me como foi a noite com aquela vadia miserável ?! Se é isso podes dar meia volta, porque melhor que tu encontro de certeza ! E não quero ter mais nada a ver contigo, o que fizeste foi imperdoável João ! Nunca pensei a sério, e eu amava-te. Amava-te, passado. E presente, eu detesto-te. E faz-me um favor, não me chateies mais, okay ?  - Ela virou-lhe as costas, e eu estava conter-me para não me rir da cara de parvo do João !
João: Espera Vanessa ! - Ela olhou-lhe com ar de desinteresse mas sei que no fundo ela estava desejosa de ouvir o que ele tinha a dizer-lhe. - Sei que o que fiz foi errado, mas eu amo-te !
Vanessa: Amas-me tanto que me trocaste por aquela ninguém. Ya, vê-se bem o quanto me amas. E se não te queres enterrar mais, podes ir andando. Txau.
 Virámos-lhe as costas, e ela tinha um sorriso estampado na cara !
Iara: Muito bem dito, sim senhora.
Vanessa: Achas mesmo ?
Iara: Se acho ? Tenho mais que a certeza disso !
Vanessa: Ahaha.
 Chegámos à praia, e já não havia muita gente. Sentámos num sítio que diria perfeito. O sol ainda estava forte, e acho que ainda dava para apanhar uma corzinha. Colocamos protector, e ficámos um pouco no sol. Fomos para a água que estava um pouco fria, mas habituamos-nos.

continua. 

Comentários