mundo de fantasia

   dá o nome que quiseres, mas para mim é obecessão.  digo isto porque desde do dia em que ti vi, viraste obecessão, viraste vício, viraste tudo.  e no fundo pensei até que era paixão, pensei que o que tinhamos era real, e que tu sentias o mesmo, pensei até que isto seria um conto de fadas onde já teria encontrado o príncipe encantado.  acabarias por me buscar, em sonhos, por um cavalo branco,  e eu princesa iludida com tudo, estava estupidamente encantada.  estava mais que iludida, estava louca.  tinha as minhas ideias enganadas em relação a ti e aos sentimentos que tinha, porque não queria sofrer.  mas era tudo tão perfeito, tão mágico e tão maravilhoso, e quanto mais sonhava, maior era a queda.  mas cega, não me apercebi e continuei com esta louca e obecessiva fantasia.  deixei-me levar ao inmaginável, ao impossível de acontecer, e levei-me à loucura.  acabei ficando dependente de ti, e não conseguia descolar-me de ti.  até que um dia, tu te fartas-te, tu simplesmente deixas-te ali à tua espera e tão simples quanto isso, deixaste-me só.  e foram dias, noites, tardes dificeis em ti por perto, pois era obecessão, eras amor, eras felicidade, eras alegria, eras tudo em mim.  e quando estava tudo perfeito no meu mundo de fantasia, acabaste por me deixar sozinha, desprotegida. coisa que neste mundo, um príncipe não fazia.  acabei por perguntar, implorar uma resposta do porquê da tua acção, mas não me respondiam, não tinha ninguém para o fazer nem mesmo eu própria! e tive que abrir os olhos, tive que voltar a viver e acabar com este mundo porque fazia-me mesmo mal.  agora só me resta é sobreviver.

Comentários